III Curso de Comunicação Social Espírita

Tema:

A Comunicação Social Espírita e a Unificação

Com a presença de Antônio César Perri de Carvalho, Secretário Geral do Conselho Federativo Nacional.

Local:

Av. Desembargador André da Rocha, 49

Bairro: Centro – Porto Alegre – Rio Grande do Sul

CEP: 90050-161

Telefone: (51) 3224-1493

Data: 31 de julho de 2011

Horário: das 8:30 às 18:00

Inscrições: R$ 15,00 ( está incluído almoço no dia do curso) 



por decomfergs Postado em Artigos

DICAS DE REDAÇÃO

# Evite abreviaturas, gírias, siglas desconhecidas, estrangeirismos ou palavras em desuso. Não invente termos ou expressões que não existem na língua portuguesa.
# Não abuse das citações. Se as usar, elas devem estar entre aspas.
# Não use provérbios ou ditos populares; ele nada acrescentam ao texto e empobrecem a argumentação. Continuar lendo

1. O Comunicador Espírita: Consciência e Ação

Desde a codificação de “O Livro dos Espíritos” por Allan Kardec em 1857, o Espiritismo consolidou-se ao longo dos últimos 150 anos em seus aspectos científico, filosófico e religioso como uma doutrina esclarecedora, educadora e consoladora, constituindo-se em instrumento da Moral do Cristo a alavancar a regeneração e o progresso da humanidade. No decorrer deste período, fundaram-se, a partir da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, núcleos espíritas por todo o planeta, o que resultou na construção de um movimento internacionalmente estruturado. Continuar lendo

A Divulgação Espírita

“Há companheiros que se dizem contrários à divulgação espirita.
Julgam vaidade o propósito de se lhe exaltar os méritos e agradecer os benefícios nas iniciativas de caráter público.
 Para eles, o Espiritismo fala por si e caminhará por si.
 Estão certos nessa convicção mas isso não nos invalida o dever de colaborar na extensão do conhecimento espírita com o devotamento que a boa semente merece do lavrador. Continuar lendo

Os 85 anos de história da Federação Espírita do Rio Grande do Sul

1. Antecedentes históricos. Os primórdios do Espiritismo no Brasil e no Rio Grande do Sul.

Quando, em 1869, o grande missionário Allan Kardec desencarnara, o Espiritismo já se espalhara em várias direções pelo mundo. A França mantinha um movimento muito forte e operoso, sendo que Gabriel Dellane, Camille Flammarion e Leon Denis lhe seriam continuadores mais do que eficazes. Continuar lendo